Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Fraudes na compra e venda de empresas

Como proprietário do site trespasse.com preocupa-me, desagrada-me e entristece-me que através do meu site possam ocorrer fraudes. Decerto que estas fraudes não são exclusivas do site Trespasse.com, no entanto por ser o site líder com perto de 1000 visitantes por dia, torna-se na fonte ideal para procurar oportunidades de negócio para investidores, empreendedores, sociedades de investimento, mas também para vigaristas.

É fácil enganar pessoas sérias, porque pensam que do outro lado as pessoas também são sérias.

Peça uma 2ª opinião a alguém

Por vezes as pessoas são enganadas, vigarizadas e por vergonha não revelam. Isso é prejudicial para todos, pois sem alertas, não é possível adicionar medidas correctivas e criar alertas como este, que ajudam e preparam os empresários para as situações lhe podem acontecer.

Por exemplo:

Um anunciante pretendia viajar para Nice para uma reunião com um potencial comprador, parecia-lhe plausível, no entanto o contabilista da empresa teve conhecimento, achou estranho e tomou medidas.

O contabilista contactou a Polícia Judiciária na busca de respostas e também me contactou

Eu falei com a anunciante fi-la perceber que era uma vigarice. Acho que a consegui demover da aventura em que se ia meter.

O site Trespasse.com tem investidores estrangeiros?

Sim, possuí potenciais investidores de outras localizações.

Quem são esses potenciais investidores estrangeiros?

Regra geral são Brasileiros e Angolanos que pretendem comprar negócios com o intuito de se mudarem para Portugal. Ninguém vai viajar até ao Brasil ou Angola para vender uma empresa em Portugal, será precisamente ao contrário.

Existem várias recomendações para quem está a vender uma empresa:

  • Nunca viaje para o estrangeiro para reuniões de venda de empresas
  • Nunca faça pagamentos (se pretende vender) o comprador é que tem de pagar
  • Nunca transfira dinheiro sob nenhum pretexto
  • Fique especialmente alerta com contactos em inglês e mau português.
  • Não facilite. Em caso de desconfiança, contacte um advogado.

Repare nisto

Se pretende vender uma papelaria, um café, um centro de estudos, um cabeleireiro, uma agência de viagens, enfim um pequeno negócio ou um negócio local. O comprador/investidor será provavelmente alguém que reside por perto. Negócios locais interessam a investidores locais.

Já por exemplo um pequeno hotel ou uma fábrica pode motivar a mobilidade de uma pessoa.

Também existem fundos de investimento e sociedades que compram empresas em determinados sectores de actividade, exemplos:

  • Ópticas
  • Agências funerárias
  • Clínicas Veterinárias

Existe a possibilidade de investidores de todas as localizações?

No caso de fábricas, serrações, metalúrgicas, grossistas, hotéis, enfim negócios que normalmente se transacionam-se por valores elevados.

Nunca se sabe quando um fundo ou sociedade de investimento estrangeiro pretende fazer aquisições de empresas em Portugal. Mas serão sempre entidades credíveis, com anos de existência.

Confidencialidade

Existem decerto negócios que requerem confidencialidade, nesse caso utilizam-se sociedades de advogados ou brokers de empresas com reputação. A reputação deve ser exigida a compradores e vendedores.

O sinal de alerta

Se não consegue confirmar a identidade do investidor ou empresa que o contacta, é mau sinal.

Não se deixe enganar por “bem falantes” e fatos engomados.

Também é hábito os vigaristas apresentarem um site associado para passar credibilidade, dos casos que tive conhecimento, 1 site tinha 6 meses e o outro 84 dias.

Nos dias que correm toda a atenção pode ser pouca, mas por favor não se deixe enganar.

Em caso de suspeita de fraude, contacte-me 

Provavelmente vou criar um serviço de apoio ao empresário vendedor. Até lá pode contactar-me gratuitamente que dou a minha opinião sobre eventuais situações, informe-me das exigências dos compradores, eu direi se se justificam.

Portal de compra e venda de empresas